top of page

NOSSOS DIREITOS, SEUS DEVERES

Ser mulher no Brasil é comemorar a aprovação de lei pela dignidade menstrual e chorar pelo assassinato brutal de mulheres como a artista circense Julieta Hernandez, que ousam exercer sua liberdade de ir e vir, sem a companhia de um homem. É ver o não cumprimento das leis que dão a mulheres e meninas vítimas de abuso sexual o direito ao aborto legal, entre muitas outras violências, às vezes microscópicas, sofridas por todas nós, dia após dia.


São sempre dois passos para frente e mil para trás. Como disse Simone de Beauvoir: “Basta uma crise política, econômica e religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados”.



7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page